domingo, 17 de junho de 2012

Minha Essência - Uma tristura indesejada...


Minha Essência, pensando que realmente não sei ocultar nos olhos o que seguro nos lábios, muito menos abraçar frouxo o que me reaquece ou apertar o que me fere.
Digo que é de mim; por ser todo meu pensamento, todo meu coração - Transborda- me!
Serenando minha Essência a sugerir:
Que seja a certeza  de que o mesmo sol nos aquece - Portanto, iguala-nos.
Que me deixe descansar sob a lua -  Sonhe, depois rime e recite.
Que seja do jeito do jeito de lá-  Ou seja; sem jeito !
Sem ação, sem intenção de reação - À deriva no tempo (confiança).
Anima-me identificar outras faces : as que me cercam e as que caíram (aprendizado).
Todas transparecem com o tempo, sempre!
É apenas mais uma manhã de domingo e como tantas outras, há de passar!

3 comentários:

  1. carlospoetanoturno@gmail.com24 de junho de 2012 17:27

    Dias como esses é que nos inspiram.
    Faça poesia,Dona Loba.
    Hehehe... estou sentindo falta de tuas rimas, lembras?

    ResponderExcluir
  2. Sempre haverá algo de especial acontecento em nosso dia a dia. Se estivermos atento aos mínimos detalhes ao que nos acontece em nosso meio!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir