domingo, 1 de maio de 2011

Decisão


Adicionar legenda
Serei tão relapsa, tão omissa que há de faltar calor...
Serei tão descuidada, tão negligente  que há de faltar alimento...
Serei tão esquecida de mim que há de enfraquecer, há de murchar até a raiz.

Serei tão insistente que há de esvainecer, há de partir.

Talvez te restará uma sombra do que foi sonho e do que foi verde.
Talvez te restará cinzas ou punhado colhido de um tempo sepultado.
Talvez te restará meu todo que de ti não lembre  mais nada.

Em defesa de ti...deixo-te. 
        Em defesa de ti...resigno-me
Em defesa  de ti...anulo-me.   

Um comentário:

  1. Isso me lembrou a Florbela Espanca, é um elogio então...

    ResponderExcluir